Blixtrombil Malifluous

logo do blog
bebé a deitar comida para o chão

5 passos para o bebé deixar de atirar comida para o chão

A introdução alimentar do bebé é muito mais do que a forma como oferecemos o alimento ao nosso bebé, é mais do que dar um alimento solido ou até como ele é oferecido.

Primeiro que tudo, é importante destacar que a organização mundial de saúde recomenda três pontos base sobre a alimentação dos bebés.

O primeiro ponto é relativo ao leite materno, ou a fórmula infantil devem ser exclusivos até aos 6 meses de vida do bebé, o segundo ponto defende que a amamentação deverá ser se possível até aos 2 anos de vida e por último o terceiro ponto defende que a partir dos 6 meses de vida devesse iniciar a alimentação complementar, sendo que até aos 12 meses o leite oferecido continua a ser o alimento mais importante para os nossos filhos.

Hoje o artigo é dedicado a 5 passos que temos que tentar fazer para que os nossos bebés parem de deitar comida para o chão.

Normaliza o comportamento do bebé atirar a comida para o chão

Se és mãe ou pai e estás agora a começar a introdução alimentar do bebé, seja um tipo de alimentação vegetariana ou um tipo de alimentação convencional , o primeiro conselho que te posso dar é que normalizes o comportamento do bebé atirar a comida para o chão.

Este é um comportamento normal e podes ter a certeza que todos os bebés a dado momento, devido ao seu desenvolvimento cognitivo, vão atirar para o chão a comida que colocamos na cadeira da papinha.

Este comportamento poderá desencadear alguns gatinhos nos pais, que acabam por ficar tristes e irritados por verem a comida que prepararam com tanto carinho e amor no chão. Para ajudar a situação, há comida por todo o lado, no chão, na cadeirinha da alimentação, na roupa e o pior, no cabelo do bebé.

Outra grande frustração a ver esta festa de comida pelo ar, é o facto de ficarmos com a impressão que o nosso filho não comeu nada de jeito e vai ficar com fome, que vai ficar mal alimentado e não ingeriu a quantidade de alimentos que deveria ter ingerido.

Contudo, digo por experiência própria, que quanto mais valor dermos a este comportamento e quanto mais irritados os pais ficarem, pior será, pois, o bebé poderá achar engraçado o nosso comportamento e o facto, de estar a conseguir chamar a nossa atenção pela sua ação.

Existe uma fase na vida do bebé que é a fase do modelo de trajetória, em que a criança aprende a mover e a direcionar os objetos.

Os modelos de trajetória são percecionados consoante os comandos que as crianças possam dar aos objetos e incluem alguns comportamentos como, por exemplo: o bater com os brinquedos uns nos outros, o atirar a comida para o chão ou até o lançar a chupeta para longe. Por isso, normaliza este comportamento, é mais uma fase que vai passar…

Mantem a calma e respira fundo

O facto de conseguirmos reagir calmamente e respirar fundo, não estamos a reforçar o comportamento do bebé ao atirar comida para o chão.

Assim, o segundo passo é não entrar em pânico e ir a correr limpar tudo, pois os bebés conseguem perceber tudo e vão repetir muitas vezes este comportamento até conseguir perceber o que acontece todas as vezes que ele deita comida para o chão.

É claro que devemos ensinar o nosso filho que há coisas que não podem ser atiradas para o chão, mas este ensinamento deverá ser transmitido de uma forma calma e serena.

Verbaliza o que é suposto fazer com a comida

O verbalizar que a comida é para comer e exemplificar até mesmo com gestos poderá ajudar com que a criança consiga aprender que aquele objeto que está a atirar para o chão afinal é para por na boca e que contribui para saciar a fome.

Regra geral se pensarmos um bocadinho, a nossa tendência é dizer o que não se faz e o que não se pode fazer.

Então é importante, especialmente nas crianças mais pequeninas, dizer com clareza e de forma simples, que a comida não deve ir para o chão, que a comida é preparada, vai para o prato e depois para a boquinha do bebé.

Este tipo de discurso faz com que o bebé crie uma imagem mental no seu cérebro dos locais onde a comida pode estar e se nós tentarmos repetir este ensinamento com frequência, vamos fazer com que o bebé consiga associar, que no chão não mas que na boquinha o bebé sim…

Não brinques com a situação

Por achares piada de como o teu bebé acaba todas as refeições e rires de toda a sujidade que por ali se gerou, o apanhares e voltares a por a comida no tabuleiro, apenas estás a dar a indicação que aquilo é uma brincadeira, que é normal e que podemos fazer aquilo com a comida.

Então o que nós devemos fazer é aceitar que o bebé não quer mais comer ou que não está interessado em por aqueles alimentos na boca. Não é uma questão de disciplinar e nem de castigar é uma questão de respeitar a vontade do bebé, pois quando ele quiser comer e estiver preparado para comer que ele vai comer. 

Não obrigues o teu bebé a comer

Se o bebé não quer comer e só quer brincar e atirar a comida para o chão, respeita o tempo dele. Está mais do que provado na psicologia que obrigar um bebé a comer poderá trazer consequências sérias na relação com os alimentos e até poderá provocar traumas e repulsa alimentar.

Se o bebé não comeu, sem problema, vai à maminha ou bebe um biberon a seguir. A introdução alimentar é apenas isso, uma introdução aos alimentos, não é esperado que o bebé comece logo por comer refeições completas.

A alimentação alimentar vai até aos dois anos e vai chegar o dia, que de um momento para o outro o teu bebé vai começar a comer e vai começar a ter interesse pela comida.