logo do blog

A maternidade é uma viagem

O que é um plano de parto

Um plano de parto, ou um plano de nascimento, é um documento entregue no hospital pela grávida e pai do bebé, que resulta nas vontades e desejos dos pais no momento do nascimento do bebé.

Este documento entregue aos profissionais de saúde deve ser levado em consideração como uma orientação de como a grávida idealiza dar à luz o seu bebé, e deve ser escrito entre as 28 e as 32 semanas de gravidez.

Como o parto não é um acontecimento totalmente previsível e poderão ser praticados alguns procedimentos que a grávida e o pai do bebé não concordem e aceitem, o plano de partos deve servir como uma segurança para direito da grávida de escolha de decisão de determinado procedimento médico.

Plano de parto, o exemplo que usei no parto do meu bebé

Na parte inicial o plano de parto deve conter os dados da grávida, do acompanhante do parto, o número de telefone para contacto quando a grávida estiver no bloco de partos, medicação que a grávida possa ter tomado na gravidez ou esteja a tomar, e alguma informação relevante que seja necessário estar presente no plano de partos de caracter informativo.

Este plano de partos é apenas um exemplo, se fizeres outras pesquisas certamente que encontrarás outros planos mais ou menos completos. Porém é muito importante que o plano de nascimento seja simples, fácil de ler e que não seja muito longo.

Exemplo de plano de parto que pode ser entregue no SNS ou num Hospital privado:

Querida equipa que nos vai ajudar neste momento tão importante das nossas vidas, escolhemos o Hospital (nome do Hospital), por termos ouvido relatos lindos de partos humanizados e por termos ouvido falar tão bem de toda a equipa. Acreditamos estar em boas mãos e por isso, segue o nosso plano de partos para vosso conhecimento.

  • Gostaria de ter o pai do bebé sempre presente, de forma ativa;
  • Gostaria de ter liberdade de movimentos;
  • Anestesia epidural, quando for pedida;
  • Utilização de ocitocina, apenas com a minha concordância e desejo que me seja explicado a sua necessidade no decorrer do meu parto;
  • Gostaria de usufruir de métodos não farmacológicos (bola, banho, frio/calor, música);
  • Gostaria de fazer a ingestão de líquidos no trabalho de parto (água e um sumo de fruta);
  • Gostaria que o período expulsivo fosse verticalizado, em posição de gatas, ou outra mais confortável;
  • Desejo que a expulsão do meu filho seja suave e de forma mais natural possível;
  • Tenho feito massagem do períneo desde as 34 semanas de forma a evitar uma episiotomia (só concito em caso de necessidade de risco para a mãe ou para o bebé e gostaria de ser informada da sua necessidade no meu parto);
  • Desejo que após a expulsão seja imediatamente feito contacto pele com pele com a mãe, ou caso não seja possível, com o pai;
  • Início do aleitamento materno (exclusivo) na primeira hora de vida;
  • Gostaria que o corte do cordão umbilical seja feito pelo pai quando o cordão parar de pulsar;
  • Primeiros cuidados do bebé prestados perto da mãe ou do pai.
  • Desejo que me seja prestado o auxílio necessário e explicativo para amamentar o meu bebé de forma o mais natural possível;

Este plano de parto foi elaborado tendo como pressuposto o princípio geral de Direito que se refere o “consentimento pessoal é necessário para todas as intervenções médicas” plasmado no artigo 5º, da convecção dos Direitos do Homem e Biomedicina (Convenção de Oviedo), assinada e retificada por Portugal, em vigor desde 1 de dezembro de 2001.

Obrigada desde já pelo vosso apoio incondicional em todos os momentos,

Atenciosamente, os pais: (assinaturas dos pais)

 Se gostaste de ler este artigo também poderás gostas de ler:

– Amamentação sem dor

– Melhor marca de fraldas

– Dispensa para amamentação

 

plano de parto exemplo
Partilha
Contactos

Se pretendes partilhar histórias e experiências sobre o teu dia à dia, terei todo o gosto em ler e responder.

Se representas uma marca e gostarias de entrar em contacto para fazer uma parceria também poderás entrar em contacto.

Email

geral@aiai.pt