Blog sobre Maternidade

logo do blog

Praga de Percevejos em Portugal – O problema está de regresso

Embora os percevejos tenham desaparecido em Portugal, já no tempo da Monarquia, estão agora a regressar ao país. A causa: as viagens internacionais e o desenvolvimento de resistência aos inseticidas. Os percevejos são insetos parasitas que vivem longe da luz, em espaços escuros.

Os quartos e as salas de estar com sofás são as principais zonas afetados. Se uma casa estiver infestada, devem ser tomadas medidas rigorosas para limitar a sua proliferação até serem eliminados de forma eficiente.

Os percevejos podem afetar qualquer pessoa, classe social ou grupo etário. Descubra como reduzir o risco de uma praga de percevejos, e saiba identificar a presença destes insetos e livrar-se deles o mais rapidamente possível.

Como reconhecer os percevejos?

Os percevejos são visíveis a olho nu (do tamanho de uma semente de maçã) e são geralmente castanhos. Não saltam nem voam. Os percevejos alimentam-se de sangue e podem sobreviver durante vários meses sem se alimentarem.

Podem picar até 90 vezes numa só noite, provocando comichão que pode ser insuportável. Desenvolvem-se rapidamente, pelo que é importante intervir o mais rapidamente possível se aparecerem, para evitar que a infestação se propague ao máximo.

Em casa: As concentrações de excrementos – pequenos pontos negros – podem ser observadas nos colchões, nas ripas ou nas fendas do estrado, na madeira da cama, nos rodapés, nos cantos das paredes, etc. Os percevejos vivem principalmente no quarto de dormir. Evitam a luz e abrigam-se em locais escuros, estreitos e inacessíveis.

Na pele: As picadas assemelham-se a picadas de mosquito e ocorrem principalmente à noite, quando os percevejos estão ativos. Estas picadas podem ser encontradas em grupos de 3 ou 4 na pele, por vezes em fila, e estão geralmente localizadas em partes expostas do corpo (rosto, mãos, braços, pernas).

Os Percevejos não transmitem doenças, mas podem provocar comichão intensa e até reações alérgicas (urticária).

Praga de Percevejos

Percevejos: onde se escondem?

Os percevejos geralmente escondem-se em locais próximos às suas fontes de alimento, que são, principalmente, os seres humanos.

Estes isentos são conhecidos por se esconderem em fendas e rachaduras nas proximidades de camas e sofás, já que se alimentam do sangue de pessoas durante a noite.

Além disso, eles podem se esconder em:

 

-Costuras de colchões e estofados.

-Fendas e rachaduras nas paredes.

-Tomadas elétricas e interruptores de luz.

-Atrás de quadros e espelhos.

-Malas e roupas.

-Em móveis de madeira, especialmente em áreas escuras e escondidas.

-Tapetes e carpetes.

– Cobertores e mantas

Como é que se pode evitar estas pragas?

Normalmente os percevejos não gostam de temperaturas altas ou baixas.

Em casa: Evite espaços desarrumados, para reduzir o número de locais onde os percevejos se podem esconder.

Após a compra de roupa em segunda mão, lave as roupas a mais de 60°C ou coloque-as na máquina de secar roupa no ciclo mais quente durante pelo menos 30 minutos, ou congele-as durante 72 horas.

Nos hotéis: Não coloque a sua mala no chão ou na cama, e muito menos debaixo da cama: guarde-a num porta-bagagens previamente inspecionado e deixe-o fechado quando não estiver a ser utilizado.

Não coloque a sua roupa em cima da cama ou nos roupeiros antes de a ter examinado cuidadosamente.

Verificar a cama: colchão, fechos, costuras, estofos, atrás e à volta da cabeceira.

Verificar os móveis e as paredes: molduras e estofos dos móveis, utilizando um objeto com um canto duro, como um cartão de crédito.

No regresso de uma viagem:

Certifique-se de que não há percevejos na sua mala de viagem; nunca os coloque em cima ou perto de camas ou poltronas;

Tirar a roupa e examinar os objetos pessoais;

Lavar a roupa e os artigos de tecido em água quente (60°, se possível), quer tenham sido usados ou não;

Aquecer os artigos de tecido não laváveis na máquina de secar roupa à temperatura mais elevada possível durante 30 minutos;

Aspirar as malas. Deite fora imediatamente o saco do aspirador num saco de plástico bem fechado.

Como é que nos livramos de uma praga de percevejos?

Quanto maior for a praga de percevejos, mais estes insetos se deslocam para outras divisões da casa ou residência e para outras casas.

Podem entrar em qualquer lugar, mesmo nas casas e hotéis mais limpos. A mobilidade (viagens e deslocações) e as atividades humanas caracterizadas por uma grande concentração de pessoas imóveis ou em repouso (estabelecimentos de ensino, nomeadamente creches e infantários, teatros, cinemas, transportes públicos) favorecem a transmissão e a propagação dos percevejos.

Controlo mecânico (aspiração, aquecimento, arrefecimento, lavagem): uma etapa essencial

Deverá começar pelas zonas mais expostas: a cama e as suas imediações.

Lavar à máquina a mais de 60°C a roupa de cama e o vestuário que a suporta, para eliminar os adultos, as crias e os ovos.

A roupa de cama é transportada do quarto para a máquina de lavar num saco fechado. A roupa de cama e o vestuário assim lavados devem ser guardados em sacos de plástico fechados até ao fim da infestação.

Secar na máquina de secar roupa (modo quente durante pelo menos 30 minutos).

Utilização cuidadosa de um aparelho de vapor seco, ou seja, a alta temperatura (pelo menos 120°C), que destrói todas as fases dos percevejos nos cantos e fendas ou nos estofos.

Congelar a roupa de cama ou pequenos objetos a -20°C durante um mínimo de 72 horas.

Aspirar (com o bocal fino do aspirador) os ovos, os juvenis e os adultos encontrados. 

Cuidado, o aspirador não mata o inseto, que pode sair do saco mais tarde. Depois, feche o saco, embrulhe-o num saco de plástico e deite-o fora num contentor de lixo. Não se esqueça de limpar a conduta do aspirador com água e sabão ou com um produto de limpeza doméstico.

Escovagem: a escovagem a seco ou com um produto de limpeza de superfícies em certos cantos e fendas ou em tecidos é uma forma adicional de remover ovos ou insetos jovens que são difíceis de detetar. No entanto, a escovagem não os mata, pelo que é preferível aspirar ou limpar bem o chão.

Remoção do mobiliário infestado: não deve ser feita sistematicamente, mas com cuidado e de forma organizada para evitar contaminar outros locais.

Os colchões e os móveis contaminados não devem, evidentemente, ser vendidos ou colocados na rua: é preciso garantir que vão diretamente para o aterro e que não podem ser recuperados (o que os torna inutilizáveis).

Qualquer intervenção no edifício: tapar fendas, aparafusar tomadas, colar papel de parede, rodapés, etc.

Controlo químico (inseticidas): um passo melhor reservado aos profissionais em casos de persistência

Os percevejos desenvolveram resistência a praticamente todos os inseticidas de venda livre. Estes inseticidas podem apresentar riscos significativos para o ambiente e para a saúde humana quando utilizados sem o devido cuidado.

Isto aplica-se ainda mais aos inseticidas mais potentes, cuja venda é regulamentada e que só podem ser manuseados por técnicos devidamente formados.

E se a praga de percevejos persistir?

Recorrer a empresas especializadas na deteção (nomeadamente as que utilizam cães) e que ofereçam garantias (formação, certificado de formação, tratamento da infestação, etc.); 

Pedir ao profissional que comunique o seu protocolo de tratamento e verificar o seu cumprimento, nomeadamente a fase de controlo mecânico.

Para o tratamento inseticida, certificar-se de que o profissional possui um certificado Certibiocide válido emitido pelo Ministério francês da Transição Ecológica.

Permanecer vigilante durante um período de 1 a 2 meses após o tratamento para se certificar de que todos os percevejos foram eliminados – se necessário, organizar visitas de acompanhamento com o profissional.

Se gostou desde artigo saiba como acabar com a praga das formigas